Segunda, 24 de Janeiro de 2022
29°

Poucas nuvens

Barra Velha - SC

Dólar
R$ 5,49
Euro
R$ 6,22
Peso Arg.
R$ 0,05
Brasil BRA-RACISMO

RACISMO REVERSO PODE...

Emprego exclusivo para pretas ou indígenas

13/01/2022 às 19h50
Por: Rui Candeias Fonte: rc-c.costa-ro
Compartilhe:
RACISMO REVERSO PODE...

RACISMO REVERSO PODE...

Emprego exclusivo para pretas ou indígenas

rc-c.costa-ro-13.01.22

BRA-RACISMO

 

Cadê o STF e as autoridades?... A roteirista oferece emprego apenas para pretas ou indígenas. 'Não estou tirando as chances de ninguém', disse a contratante...

Déia Freitas é apresentadora do podcast: “Não inviabilize”... 

podcaster e roteirista Déia Freitas abriu um processo seletivo feminino para oferecer emprego apenas para pretas ou indígenas. O caso gerou polêmica nas redes sociais devido ao edital não contemplar homens, além de brancos.

Segundo a contratante, a iniciativa não é preconceituosa, mas sim uma forma de dar chances a pessoas invisíveis na sociedade, segundo a mulher. Ela garante que a iniciativa vai continuar, apesar das críticas que recebeu na internet.

Não tem cabimento isso. Por que eu tenho que abrir essa vaga para pessoas brancas? ”, disse Déia, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, publicada na terça-feira 11. “Não estou tirando as chances de ninguém”.

Atualmente, o Brasil tem 13 milhões de desempregados, conforme a mais recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No mesmo levantamento, o IBGE informou que os que deixaram de procurar um emprego chegam a 5 milhões.

Repercussão do emprego apenas para pretas ou indígenas...

Sem explicar por que, menos de 24 horas depois de anunciar a vaga, Déia afirmou que perdeu acesso ao e-mail destinado a receber currículos. Conforme ela, havia aproximadamente 60 pessoas aguardando ser chamadas.

A vaga anunciada pela podcaster é para assistente de roteiro. O contrato de quatro meses previa uma remuneração de R$ 22 mil, pagos em parcelas de R$ 5 mil, mais um bônus de R$ 2 mil ao fim do contrato.

O anúncio de Déia se destinava a:

Mulheres cis (que nasceram do sexo feminino), mulheres trans, travesti”; “somente pretas, pardas e indígenas”. Também dizia: “a vaga contempla também mulheres com deficiência” e “pode mãe solo, pode casada, pode solteira, pode tico-tico no fubá, pode hétero, pode lésbica, pode bi, pode tudo, isso não é importante para a vaga”.

As críticas ao perfil do candidato que ela buscava para a vaga não veio de conservadores, segundo Déia. “Vêm de pessoas brancas aparentemente do mesmo lado que eu”, observou. “Meu post foi parar até em grupo de feministas radicais, que me acusaram de querer contratar homens, em referência ao fato de o anúncio dar prioridade a travestis e mulheres trans”.

Outros casos...

Em setembro de 2020, o Magazine Luiza causou polêmica ao anunciar que só aceitaria candidatos negros em seu programa de trainees de 2021. A decisão da empresa abriu uma disputa entre os que elogiam a medida e aqueles que acusam a Magalu de “racismo reverso” com brancos.

A juíza do Trabalho Ana Luiza Fischer Teixeira de Souza Mendonça escreveu em seu perfil no Twitter: “Discriminação na contratação em razão da cor da pele: inadmissível”. “Na minha Constituição, isso ainda é proibido”, prosseguiu a juíza, ao responder um comentário feito na publicação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Barra Velha - SC Atualizado às 19h09 - Fonte: ClimaTempo
29°
Poucas nuvens

Mín. 25° Máx. 32°

Ter 33°C 24°C
Qua 32°C 24°C
Qui 31°C 25°C
Sex 28°C 22°C
Sáb 27°C 20°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias