Terça, 07 de Dezembro de 2021
25°

Poucas nuvens

Barra Velha - SC

Dólar
R$ 5,65
Euro
R$ 6,35
Peso Arg.
R$ 0,06
Brasil BRA/STF

MULAMBO OU MOLAMBO

O termo tem origem num país lusófono

19/11/2021 às 19h57
Por: Rui Candeias Fonte: rc-a.marangoni-ro
Compartilhe:
MULAMBO OU MOLAMBO

MULAMBO OU MOLAMBO

O termo tem origem num país lusófono

rc-a.marangoni-ro-19.11.21

BRA/STF

 

O termo, MULAMBO ou MOLAMBO, é um termo de origem angolana, genérico, sem qualquer conotação racial... quando muito, poderá ser usado como termo meramente depreciativo, para pessoa de qualquer raça ou origem.

SIGNIFICADO: Roupa muito gasta, velha ou suja; farrapo; trapo.

SINÔNIMO [Popular]: BREGA - Pessoa que se veste mal, de maneira descuidada ou mal arrumada...

Na atual conjuntura permissiva, partidária-político-jurídica que surfa o país, qualquer indivíduo mal preparado e/ou desinformado, sentindo-se contrariado, desfavorecido ou ferido no seu ego e seus ideais, por ideias, atos técnicos de especialistas, decisões racionais de profissionais específicos, de maiorias deliberativas/legislativas, ou determinações emanadas de poderes conferidos por maioria eleitoral em votações livres e democráticas, pode, a seu bel-prazer, solicitar a interferência e ingerência do STF em “causos” absurdos e sem nexo, em detrimento do que ao país e aos seus cidadãos realmente importa e faz jus.

Para tal, fazem uso de certos gatilhos... susceptíveis de despoletar crimes... [pandemia; racismo; xenofobia; descriminação; preconceito; meio ambiente; indígenas; exploração amazónica, etc.]... entre tantos outros... generalizados e em moda nos tempos que correm e que suscitam atenção da maioria, principalmente de certos jurídicos ávidos pela oportunidade de mostrarem as suas capacidades e impactarem a sociedade com seu empenho na defesa das minorias e dos desprotegidos.

Enquanto isso, o que deveria ser equacionado, estudado, discutido, sabatinado, aprovado, fica para depois, pois não é tão urgente...

Em declaração a Oeste, o deputado José Medeiros (Podemos-MT) lamentou nesta quinta-feira, 18, a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes de autorizar a abertura de um inquérito para investigar suposta prática do crime de racismo por ele ter usado a palavra “mulamba” nas redes sociais. “Indignação total”, resume o parlamentar.

“Eu nunca ouvi falar que mulambo tinha conotação racial. Eu cresci vendo minha mãe falar: ‘Pega esse mulambo aí’. Era um pano velho. E a outra conotação era quando uma pessoa não tem credibilidade, quando é uma pessoa à toa”, disse o deputado.

 “O que eu fico indignando é que um lado pode tudo, pessoas podem chamar o presidente da República de genocida, de assassino, de nazista. […] E a gente chamar alguém de pano velho, ou seja, de mulambo, em uma discussão normal de rede social gera este desgaste. É o momento político que estamos vivendo. Indignação total”, afirmou José Medeiros.

O dicionário Michaelis afirma que “molambo” tem três significados: “1) Pedaço de pano gasto e sujo; farrapo, trapo; 2) Roupa velha ou esfarrapada; 3) Indivíduo sem determinação ou firmeza de caráter”.

O CASO

Moraes atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República, que afirma que, em 25 de fevereiro deste ano, Medeiros teria se manifestado de forma discriminatória contra a comunidade negra ao chamar de “mulamba” uma mulher que defendeu a abertura de uma CPI para apurar a postura de políticos diante da pandemia.

Segundo o Ministério Público, ao utilizar o termo angolano, que remonta à época da escravidão, para se referir à mulher, o parlamentar teria incorrido em discriminação negativa à raça negra. Para a PGR, a mensagem de Medeiros não estaria dentro dos limites da liberdade de expressão.

Com o devido respeito pela liberdade de raciocínio, o termo usado, não remonta à época da escravatura, mas sim aos primórdios do uso do idioma na região e/ou no país de origem e pode ter sido disseminado até pelos nossos ancestrais portugueses oriundos daquele país africano na época das navegações.

Também pode ter sido importado mais recentemente pelos migrantes angolanos ou luso-angolanos.

Pessoalmente conheço o termo faz mais de 70 anos e nunca li nem ouvi que fosse, ou tivesse sido usado, com cunho racial.

“Enfim, cada um é como cada qual e cada qual como...”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Barra Velha - SC Atualizado às 12h58 - Fonte: ClimaTempo
25°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 25°

Qua 26°C 17°C
Qui 26°C 16°C
Sex 28°C 17°C
Sáb 30°C 18°C
Dom 31°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias