Quinta, 21 de Outubro de 2021
19°

Muitas nuvens

Barra Velha - SC

Dólar
R$ 5,60
Euro
R$ 6,52
Peso Arg.
R$ 0,06
Mundo INT- CHN/TWN/Tensão

MOSTRA DE FORÇA

China envia 52 aviões para Taiwan

05/10/2021 às 17h49 Atualizada em 06/10/2021 às 19h33
Por: Rui Candeias Fonte: rc-jn.pt-epa
Compartilhe:
MOSTRA DE FORÇA

DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA

China envia 52 aviões de combate para Taiwan

rc-jn.pt-epa-05.10.21

INT- CHN/TWN/Tensão

A China enviou, esta segunda-feira, 52 aviões de combate em direção a Taiwan, na maior demonstração de força já registada, prosseguindo três dias de contínuo assédio militar à ilha autogovernada.

A China reclama como seu território a democraticamente governada ilha de Taiwan

A incursão aérea envolveu 34 caças de combate J-16 e 12 bombardeiros H-6, entre outras aeronaves, de acordo com o Ministério da Defesa Nacional de Taiwan. A Força Aérea taiwanesa destacou jatos e monitorizou os movimentos dos aviões de combate chineses através do seu sistema de defesa aérea.

China reclama como seu território a democraticamente governada ilha de Taiwan, afirmando que recuperará o controlo da mesma pela força, se necessário for, recusando-se a reconhecer o Governo da ilha e tentando incessantemente isolar a administração independente do Presidente Tsai Ing-wen.

Taiwan denuncia nova incursão de aviões chineses no seu Espaço aéreo...

Especialistas têm classificado os voos de aviões de combate e outras manobras militares de Pequim como "área de guerra cinzenta" ou qualquer tipo de ação militar que não seja o combate direto, e muitos dizem não acreditar que a demonstração de força e a retórica agressiva, muita da qual repetitiva, conduza à guerra.

Taiwan e a China separaram-se durante uma guerra civil em 1949, e Pequim opõe-se ao reconhecimento internacional de Taiwan como Estado independente e à participação da ilha como Estado membro em organizações internacionais.

Taiwan anunciou a 23 de setembro que se candidatou a aderir ao acordo de comércio livre da Parceria Transpacífica (TPP), uma semana após a China ter apresentado a sua própria candidatura para adesão ao acordo comercial.

A 01 de outubro, o Dia Nacional da China, o Exército de Libertação Popular enviou 38 aviões de combate para aquela zona e, no dia 02, mais 39, número que era, até agora, o máximo já enviado num só dia, desde que Taiwan começou a divulgar dados sobre o número de aviões militares, em setembro de 2020. No dia 03, a China enviou mais 16 aviões de combate.

As mais recentes manobras da Força Aérea chinesa elevam o total para 814 sobrevoos de aviões de combate.

O número de incursões na zona de defesa aérea de Taiwan levou a uma declaração do porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Ned Price, no fim de semana, a advertir a China de que a sua atividade militar perto de Taiwan é um erro de cálculo e está a minar a paz e a estabilidade regionais.

"Instamos Pequim a cessar a sua pressão e coerção militar, diplomática e económica sobre Taiwan", lia-se na declaração.

Os últimos voos ocorreram em grupos separados, com incursões diárias e noturnas. Os voos noturnos são dignos de nota, segundo os analistas, porque são mais difíceis, devido à visibilidade reduzida.

"Eles têm o tipo de confiança necessária para operar durante a noite", observou Chen-Yi Tu, investigador do Instituto de Investigação de Defesa Nacional e Segurança, em Taiwan.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Barra Velha - SC Atualizado às 00h57 - Fonte: ClimaTempo
19°
Muitas nuvens

Mín. 15° Máx. 23°

Sex 26°C 15°C
Sáb 24°C 16°C
Dom 23°C 16°C
Seg 25°C 14°C
Ter 27°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias