Sexta, 30 de Julho de 2021 13:23
Brasil BRA-ASTRAZENECA

FAKE NEWS DA FOLHA DE SP

ASTRAZENECA NEGA TER INTERMEDIÁRIOS NO BRASIL

30/06/2021 18h04 Atualizada há 4 semanas
33.546
Por: Rui Candeias Fonte: rc-e.carneiro-tl
FAKE NEWS DA FOLHA DE SP

FAKE NEWS DA FOLHA DE SP

ASTRAZENECA NEGA TER INTERMEDIÁRIOS NO BRASIL

rc-e.carneiro-tl-30.06.21

BRA-ASTRAZENECA

O Jornal Folha de São Paulo publicou nessa terça-feira (28) uma entrevista com Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que se diz representante da empresa Davati Medical Supply no Brasil. Luiz Paulo Dominguetti disse ter recebido pedido de propina do diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, em troca da assinatura de um contrato para as vacinas da AstraZeneca.

A reportagem da Folha diz que o representante da Davati procurou o Ministério da Saúde para negociar 400 milhões de doses da AstraZeneca. Durante uma reunião, que teria acontecido no dia 25 de fevereiro, Roberto Ferreira Dias pediu US$ 1 de propina por cada dose de vacina.

A AstraZeneca, porém, afirma que não tem intermediários no Brasil e que as negociações para as vacinas são feitas entre a Fiocruz e Ministério da Saúde.

A empresa também diz que não disponibiliza vacinas para o mercado privado e qualquer coisa nesse sentido deve ser considerada como fraude.

Outro ponto importante é que em 7 de fevereiro, antes mesmo da reunião entre Davati e Roberto Ferreira Dias, chegou ao Brasil o primeiro lote de insumos para a produção da vacina AstraZeneca.

A AstraZeneca também nega que tenha qualquer tipo de relação com a Davati.

A matéria da Folha de São Paulo também afirma que Élcio Franco, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, rejeitou por duas vezes as propostas da Davati.

A empresa Davati já foi acusada de praticar fraudes no Brasil, mais especificamente em Minas Gerais. O jornalista Lucas Ragazzi fez a denúncia no dia 5 de maio.

Prefeituras mineiras, inclusive a de Belo Horizonte, foram procuradas por supostos representantes comerciais com ofertas para a compra de vacinas contra a Covid-19.

A partir de e-mails enviados a alguns desses municípios, a reportagem de Lucas Ragazzi decidiu investigar quem eram esses intermediários e como funcionaria o esquema ofertado por eles.

Entre as empresas envolvidas estava a Davati, fundada no Texas em junho de 2020.

O jornalista Leonardo Coutinho postou uma sequência no Twitter que explica como a Davati tem atuado.

O analista político Italo Lorenzon criticou no Boletim da Manhã desta quarta-feira (30) a Folha de São Paulo, que não investigou o histórico da Davati.

“Segundo o conto geral, o tal Dominguetti estaria na reunião para vender vacinas, para negociar a venda de vacinas. Bem, já foi demonstrado aqui que é quase certo que ele não tinha vacina nenhuma para vender, muito menos 400 milhões”, disse.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barra Velha - SC
Atualizado às 13h06 - Fonte: Climatempo
Poucas nuvens

Mín. Máx. 19°

° Sensação
5.2 km/h Vento
41.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (31/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 20°

Sol com muitas nuvens
Domingo (01/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 18°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias