Quinta, 17 de Junho de 2021 21:11
Mundo GBR-PANDEMIA

MEDO É ARMA NA PANDEMIA

CIENTISTAS VEÊM O MEDO COMO ARMA DE CONTROLE POPULACIONAL

26/05/2021 18h27
18.962
Por: Rui Candeias Fonte: rc-b.lima-tl
MEDO É ARMA NA PANDEMIA

MEDO É ARMA NA PANDEMIA

CIENTISTAS VEÊM O MEDO COMO ARMA DE CONTROLE POPULACIONAL

rc-b.lima-tl-26.05.21

GBR-PANDEMIA

O jornal London Telegraph Reports divulgou nas últimas semanas relatos de diversos cientistas, em que esses manifestam um pesar pelo uso do “medo” como método “antiético” e “totalitário” utilizados durante a pandemia da Covid-19 para o controle da população.

As declarações foram coletadas pela autora Laura Dodsworth para seu livro: “Um estado de medo: como o governo do Reino Unido transformou o medo em uma arma durante a pandemia de Covid-19”, que foi lançado recentemente.

O London Telegraph afirmou em sua reportagem que os relatos são de membros do Grupo Científico da Influenza Pandêmica sobre o Comportamento (SPI-B), um subcomitê do Grupo de Aconselhamento Científico para Emergências (Sage), o principal grupo de consultoria científica do governo do Reino Unidos.

As informações citadas no livro de Dodsworth apontam que em um briefing de março de 2020, quando o primeiro bloqueio foi decretado, o governo entendeu que deveria aumentar “o nível percebido de ameaça pessoal” que o vírus representa porque “um número substancial de pessoas ainda não se sente suficientemente ameaçado pessoalmente”.

De acordo com um dos cientistas ouvidos, “Em março [2020], o governo estava muito preocupado com a conformidade e pensava que as pessoas não gostariam de ser presas. Houve discussões sobre a necessidade do medo para encorajar a conformidade, e foram tomadas decisões sobre como aumentar o medo”.

Outros ainda assumiram a falta de ética no uso do medo, até porque o método resultou em um pânico maior nos cidadãos.

Conforme o Terça Livre noticiou, o governo britânico decretou diversas medidas de restrições para a suposta contenção da Covid-19, chegando até a controlar celebração de Natal da população.

Em novembro de 2020, cerca de 500 médicos chegaram a denunciar ao primeiro-ministro da Inglaterra, Boris Johnson, que os números sobre os casos de contaminação pelo coronavírus estavam sendo “exagerados”, para criar a narrativa da segunda onda.

“O uso do medo foi definitivamente questionável do ponto de vista ético. Foi como um experimento estranho. No final das contas, o tiro saiu pela culatra porque as pessoas ficaram com muito medo”, afirmou um dos cientistas.

Outros membros do comitê ainda confessaram um certo autoritarismo implantado por meio das declarações e alegaram uma suposta “surpresa” com o fato de que a psicologia foi transformada em “arma”.

“Sem uma vacina, a psicologia é sua principal arma”, afirmou um dos ouvidos.

Questionado sobre as denúncias, um psicólogo do SPI-B, Gavin Morgan, somente afirmou que a utilização do medo é realmente um ato antiético.

De acordo com informações oficial no site no governo britânico (Independent Scientific Pandemic Insights Group on Behaviours (SPI-B), o Comitê visa a fornecer “aconselhamento científico comportamental com o objetivo de antecipar e ajudar as pessoas a aderir a intervenções recomendadas por especialistas médicos ou epidemiológicos.”

A participação inclui os principais especialistas dos campos da academia e da indústria, e as reuniões contam com a presença de especialistas importantes do governo.

O assunto foi comentado no Radar da Mídia desta segunda-feira (24).

Em sua análise, o jornalista Bernardo Küster relembrou que o biólogo brasileiro Atila Iamarino, aparentemente, usou por diversas vezes a técnica do medo ao fazer comentários sobre o coronavírus em 2020.

“Ele – Atila Iamarino – previu que até agosto de 2020 morreriam 1 milhão de pessoas, o que não aconteceu, mas qual foi o efeito dessa declaração? Pânico geral, pessoas absolutamente surtadas”, analisou Küster.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barra Velha - SC
Atualizado às 20h51 - Fonte: Climatempo
11°
Chuva

Mín. 11° Máx. 16°

11° Sensação
7.2 km/h Vento
84.5% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (18/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 16°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (19/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 17°

Chuva e trovoadas
Ele1 - Criar site de notícias