Quinta, 17 de Junho de 2021 20:06
Brasil BRA-FRONTEIRAS

VENEZUELA E RÚSSIA

EXERCÍCIOS MILITARES NA FRONTEIRA COM O BRASIL

20/05/2021 20h32 Atualizada há 4 semanas
16.924
Por: Rui Candeias Fonte: rc-b.pieri
VENEZUELA E RÚSSIA

VENEZUELA E RÚSSIA

EXERCÍCIOS MILITARES CONJUNTOS NA FRONTEIRA COM O BRASIL

rc-b.pieri-20.05.21

BRA-FRONTEIRAS

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, confirmou a realização de exercícios militares da Rússia e da Venezuela na fronteira com o Brasil. O general participou de Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional na semana passada e foi questionado sobre o assunto pelo deputado federal Marcel Van Hattem (NOVO-RS).

O parlamentar usou para o questionamento uma reportagem publicada pelo site DefesaNet no início deste mês de maio. Segundo as informações, após o episódio das maletas de grampo em Brasília (relembre), fontes de inteligência do governo teriam sido alertadas de que assessores militares russos estariam operando junto a militares e integrantes da Guarda Nacional da Venezuela na fronteira com o Brasil.

Ainda de acordo com o DefesaNet, antenas de interceptação de sinais eletrônicos e de comunicações foram instaladas em Santa Elena do Uairen, cidade fronteira ao município brasileiro de Pacaraima (RR). “Os sistemas podem quebrar a criptografia, grampear e interferir (jamming) em comunicações do Exército Brasileiro e das aeronaves militares que voam na região”, diz o texto.

O site dá conta de que sistemas táticos de vigilância aérea fabricados na Rússia realizam missões de reconhecimento rotineiramente na fronteira entre os dois países.

“Segundo um diplomata estrangeiro acreditado em Brasília, os russos pertencem ao GRU, que significa Inteligência Militar, que opera no Exterior, ou simplesmente serviço de inteligência das Forças Armadas russas. Alguns deles estiveram envolvidos nas operações ilegais que culminaram na anexação da Crimeia e nas guerras no leste da Ucrânia e na Síria. O GRU é o principal braço do Kremlin em ações de Guerra Híbrida”, diz o DefesaNet.

Fontes diplomáticas teriam afirmado ao DefesaNet que um ataque cibernético vindo da Venezuela pode ter sido a causa do apagão no Amapá, ocorrido em novembro de 2020.

O ataque ao sistema do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) teria vindo da Rússia, de acordo com o site. O país teria capturado o acesso a todo o sistema criptografando os arquivos.

Ao responder os questionamentos de Marcel Van Hattem sobre o assunto, o ministro dá a entender que não pode oferecer todas as informações sobre o assunto, mas confirma que os exercícios militares ocorreram. É a primeira vez que uma autoridade do governo brasileiro confirma que forças militares russas estão operando nas fronteiras brasileiras.

“Vou passar algumas informações para o senhor. O exercício na fronteira realmente ocorreu. As forças armadas têm monitorado todo tipo de exercício. A nossa cibernética tem condição de contrapor, mas isso é uma constante atualização. O que eu posso dizer é que realmente aconteceu, mas que eu tenha conhecimento, não houve nenhuma invasão de fronteira, tudo ocorreu do outro lado da fronteira. Toda vez que é mobilizado, nós acompanhamos e monitoramos todo tipo de exercício. Agora, ataque ao lado de cá, não houve nada que tenha chegado ao nosso conhecimento”, declarou.

O assunto foi tema de comentários durante o Boletim da Manhã desta quinta-feira (20). O analista político José Carlos Sepúlveda questionou o significado dos exercícios militares realizados por Rússia e Venezuela.

“O ministro disse que foi monitorado. Mas, qual foi o significado desse exercício? E não falo apenas do significado militar. Evidentemente é uma sinalização ao Brasil. Por que fazer esse treinamento e esse exercício militar na fronteira do Brasil? Isso mostra como a Rússia está efetivamente interferindo na América do Sul e na Venezuela em concreto”, apontou.

“Eu acho que isso é uma sinalização muito ruim, mostra a disposição da ditadura do Maduro em continuar a espalhar agitação, instabilidade, e com a ajuda de agentes russos, agora oficialmente. Eu acho que o Brasil devia questionar diplomaticamente o porquê de tropas russas na Venezuela”, acrescentou Sepúlveda.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
11°
Chuva

Mín. 11° Máx. 16°

11° Sensação
8.4 km/h Vento
85.2% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (18/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 16°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (19/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 17°

Chuva e trovoadas
Ele1 - Criar site de notícias