Quinta, 17 de Junho de 2021 20:16
Portugal POR-FUTEBOL/LIGA 1

SCP CAMPEÃO 2020/21

DEZANOVE ANOS DEPOIS, O SPORTING CP VENCE A LIGA 1

12/05/2021 20h00 Atualizada há 1 mês
13.888
Por: Rui Candeias Fonte: rc-abolapt
SCP CAMPEÃO 2020/21

 SCP CAMPEÃO 2020/21

DEZANOVE ANOS DEPOIS, O SPORTING CP VENCE A LIGA 1

rc-abolapt-12.05.21

POR-FUTEBOL/LIGA 1

O Sporting conquistou o título de campeão nacional à jornada 32, 19 anos depois do último título do principal escalão do futebol português (2001/02). E não fosse a particularidade da quebra de um jejum de 19 anos, a ida do título da época 2020/2021 para Alvalade poderia acontecer com um impacto menor.

O talento da formação foi uma das grandes apostas do Sporting CP para a presente temporada, algo que suscitou desconfiança por parte dos analistas do futebol, por considerarem que o "fosso" para os rivais era demasiado grande para ser combatido com jogadores jovens. Mas Rúben Amorim, também ele um jovem treinador, não só discordou de tais afirmações, como colocou em prática aquilo que sempre foi a estratégia dos 'leões' desde a criação da Academia, em 2002.

Valorização do plantel

Segundo os dados do “Transfermarkt”, o plantel do Sporting valorizou mais 21%, estando agora avaliado em 185,1 milhões de euros, face aos 153,8 milhões de euros registados no início da temporada. Apesar da percentagem não parecer significativa, a avaliação do plantel leonino contemplava o jogador brasileiro Wendell, que acabaria por ser vendido por 20,3 milhões de euros para os russos do Zenit.

Praticamente todos os jogadores viram o seu valor de mercado aumentado, com destaque para Nuno Mendes que passou a estar avaliado em 25 milhões de euros face aos 12 milhões de euros no início da época. Seguem-se Pedro Porro, que passou de 17 para 19 milhões de euros e João Palhinha que passou de nove para 15 milhões de euros.

O jornal espanhol Marca apontou 10 razões que conduziram o Sporting ao título após 19 anos.
1.ª - Rúben Amorim, o pai de tudo - «O título do Sporting não se percebe sem o seu treinador. É uma equipa de autor e esse tem apenas 36 anos».

Ruben Amorim – O jovem treinador que tomou a primeira liga portuguesa de “assalto”.

Rúben Amorim estreou-se no comando técnico do SC Braga com uma vitória por 7-1 sobre o Belenenses SAD a 4 de janeiro de 2020. Desde então, as boas prestações pelos arsenalistas frente aos ditos “três grandes” do futebol nacional, valeram-lhe reconhecimento que culminaria numa transferência recorde para o Sporting CP, por 10 milhões de euros, antes do final da temporada.

O treinador de 36 anos fez então uma revolução no plantel leonino com uma aposta clara na juventude da academia que serviu para complementar a qualidade dos jogadores internacionais e dar solidez a uma equipa que, nos últimos tempos, não teve a consistência necessária para se apresentar como um dos verdadeiros candidatos ao título.

Após a conquista da Taça da Liga, o primeiro troféu de Amorim ao serviço dos ‘leões’, repetindo o feito que já tinha alcançado no SC Braga, trouxe a esperança que muitos adeptos, descontentes com os valores da transferência, depositavam na capacidade da equipa.

2.ª - A estrelinha - «Nenhuma equipa somou mais pontos a partir do minuto 81: 22!.»
3.ª - Um muro chamado Adán - «A sua experiência foi decisiva jogo a jogo e os seus números são de outra galáxia.

4.ª - Coates, o imperador - «Foi o líder anímico e um muro no jogo aéreo».

5.ª - Invencibilidade que já dura 32 jornadas.

6.ª - Já conquistou a Taça da Liga.

7.ª - Os resultados nos grandes jogos.

8.ª - O descanso de não jogar na Europa.

9.ª - Um 'canhão' chamado Pedro Porro.

10.ª - Na falta de um ‘matador’, Pedro Gonçalves.

O Jornal Económico passou a pente fino o livro das curiosidades e apresenta dez curiosidades do título leonino:

PRIMEIRA curiosidade: Comecemos pela construção do plantel. Se há 19 anos, o clube de Alvalade, então comandado pelo romeno Laszlo Bölöni, precisou de 35 atletas para se sagrar campeão nacional, o plantel de Ruben Amorim precisou de apenas 33 jogadores. Destes 33, 28 já têm minutos na Liga NOS e, por isso, já garantiram uma medalha à antepenúltima jornada do campeonato. Destes, há 21 atletas que se sagraram campeões nacionais pela primeira vez, encontrando-se aqui a grande curiosidade: há dez campeões formados na academia leonina, nomeadamente João Mário, Dário Essugo, Eduardo Quaresma, Luís Maximiano, Jovane Cabral, Daniel Bragança, Tiago Tomás, Gonçalo Inácio, Nuno Mendes e João Palhinha. Nunca uma equipa do Sporting foi campeã nacional com o contributo de tantos jogadores da formação. No atual plantel leonino, apenas sete sabem o que é ser campeão nacional de futebol: Antunes (campeão na Ucrânia), Sporar (campeão na Eslováquia, Eslovénia e Suíça), Nuno Santos (campeão português), Luís Neto (campeão da Rússia), João Pereira (campeão português), Antonio Adán (campeão espanhol) e Sebastian Coates (campeão uruguaio).

Ainda observando o plantel, cuja média de idades não chega aos 25 anos (há 19 anos, a média do plantel do Sporting era de 25,8 anos).

SEGUNDA curiosidade: O Sporting é campeão nacional depois de investir 28,85 milhões de euros em contratações, uma verba ligeiramente acima do que o segundo classificado da Liga NOS (FC Porto) gastou – 22,63 milhões de euros -, mas muito modesta quando comparada com os 105 milhões de euros investidos pelo Benfica (terceiro classificado), segundo o Transfermarkt.

TERCEIRA curiosidade: O valor de mercado do atual plantel do Sporting ascende aos 185,1 milhões de euros, atrás dos plantéis dos rivais diretos Porto (263,1 milhões) e Benfica (261,8 milhões de euros).

QUARTA curiosidade: Observando os dados de construção do plantel - no início da época as casas de apostas davam uma hipótese residual a uma vitória do Sporting na temporada 2020/2021. Por exemplo, a Solverde revelava apenas uma hipótese de 3% das preferências dos apostadores portugueses na conquista do título pelo Sporting, quando o Benfica reunia 66% das preferências e o FC Porto tinha 54% dos palpites.

QUINTA curiosidade: Incide sobre Rúben Amorim: o treinador leonino, contratado ao Sporting de Braga por dez milhões de euros, é o segundo treinador mais jovem de sempre a ser campeão nacional de leão ao peito. Amorim conta com 36 anos de idade. Na temporada de 1961/62, Juca levara o Sporting ao título nacional, após vencer o Benfica na última jornada por 3-1, contando na altura 33 anos, quatro meses e 13 dias.

SEXTA curiosidade: Prende-se com o modo como o Sporting conquistou o título. O clube de Alvalade garantiu o título ao alcançar 82 pontos na tabela classificativa, na antepenúltima jornada. Até à 34.ª jornada, o Sporting ainda pode chegar aos 88 pontos. A grande curiosidade é que em 32 partidas os ‘verdes e brancos’ venceram 25 jogos, empataram sete e não somaram qualquer derrota, sendo a primeira equipa da história do futebol nacional a garantir o título após 32 jogos sem conhecer o sabor da derrota. Se vencer os dois jogos que ainda faltam (contra Benfica e Marítimo), o Sporting ainda pode tornar-se no primeiro clube da história do futebol português a vencer o campeonato sem quaisquer derrotas. Há 19 anos, no último título conquistado, o Sporting somava 22 vitórias, nove empates, três derrotas e um total de 75 pontos.

SÉTIMA curiosidade: O Sporting assumiu a liderança da Liga NOS, à 6ª jornada. Desde então não perdeu o título de vista, tendo na 19ª chegado a dispor de dez pontos de vantagem sobre o segundo classificado (FC Porto). O Sporting assegurou o título, assim, tendo até agora a melhor defesa do campeonato, registando apenas 15 golos sofridos (em 20 dos 32 encontros realizados, os leões não sofreram golos). Na última conquista do título, na época 2001/2002, os ‘verdes e brancos’ tinham sofrido 25 golos

OITAVA curiosidade: O Sporting é campeão nacional com o terceiro melhor ataque. No campeonato dos golos, os dragões são líderes (67 golos marcados até ao momento), seguidos pelo Benfica (62 golos). Já em termos de defesa, os leões contam com a melhor defesa da primeira liga: apenas 15 golos sofridos em 32 jogos. Segue-se o Benfica com 23 golos sofridos e o FC Porto e o Belenenses Sad (com 29 golos sofridos cada).

NONA curiosidade: Está relacionada com a antecedência com que os leões garantiram o campeonato. Desde o título de 1981/1982 que o Sporting não era campeão a duas jornadas do fim. Nessa altura, quando cada vitória ainda valia dois pontos, o Sporting derrotou o Estoril, por 3-0, à 28.ª jornada (a I Liga disputava-se em 30 jornadas). À época, o clube verde e branco, então treinado por Malcom Allison, garantiu o título com quatro pontos de vantagem sobre o Benfica, então segundo classificado. Em 2020/2021, o Sporting de Amorim é campeão à 32.ª jornada, com oito pontos de vantagem (até agora) sobre o segundo lugar, que pertence ao FC Porto.

DÉCIMA curiosidade: Esta é a 19.ª vez que o emblema de Alvalade se sagra campeão nacional do primeiro escalão de futebol, 19 anos depois da última conquista, segundo os registos da Federação Portuguesa de Futebol. E este casamento com o número 19 permite encontrar um outro facto que, na gíria futebolística, pode dar aso à superstição dos adeptos: Desde a época de 1979/1980, o Sporting venceu a I Liga por cinco vezes (incluindo o título de 2021). Desde então, o clube presidido por Frederico Varandas atravessou desertos de pelo menos 18 anos sem vencer o campeonato, sendo que na época seguinte à vitória do título nunca conseguiu revalidar a conquista máxima do futebol nacional. Mas na época seguinte, o Sporting voltava a vencer o título.

Note-se: em 1979/1980, o Sporting foi campeão, não tendo conquistado o campeonato na época seguinte, mas sim em 1981/1982. E só voltou a levar o troféu para Alvalade 18 anos depois, na época 1999/2000. Ora, depois desse título, não foi campeão em 2000/2001, mas venceu a I Liga em 2001/2002. Novamente, só 19 anos depois o Sporting voltou a conquistar o campeonato, precisamente na noite desta terça-feira.

 ‘Champions’ rende 23 milhões de euros

A entrada direta na Liga dos Campões, já garantida pelos ‘leões’, valem aos cofres do clube um encaixe de 23 milhões de euros. Pela presença na liga milionária o Sporting CP garantiu um prémio de participação imediato de 15,25 milhões de euros, ao qual se acrescenta um valor de oito milhões de euros respeitante à posição no ranking de clubes. Caso as equipas que estão à frente do clube leonino no ranking da UEFA não se qualifiquem para a Liga dos Campeões, o prémio pode subir.

Parceria com a Macron chega ao fim. Nike é o próximo patrocínio

A produção dos equipamentos do Sporting CP esteve a cargo da italiana Macron desde 2014, tendo renovado em 2017 o acordo até 2021. Apesar dos valores envolvidos não terem sido revelados, a imprensa desportiva avançou que, em 2021, os ‘leões’ não vão renovar com a marca de artigos desportivos italiana, afirmando que a norte-americana Nike é a escolhida.

Um dos principais objetivos do clube é que o patrocínio possa gerar maior liquidez que o atual, principalmente por ter uma maior representatividade no mercado internacional, onde os leões se querem estabelecer, à boleia da formação.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barra Velha - SC
Atualizado às 20h11 - Fonte: Climatempo
11°
Chuva

Mín. 11° Máx. 16°

11° Sensação
8.4 km/h Vento
85.2% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (18/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 16°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (19/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 17°

Chuva e trovoadas
Ele1 - Criar site de notícias