Quarta, 12 de Agosto de 2020 20:38
Brasil BR/SP-CORRUPÇÃO

MPF TORNA RÉUS EX-SERVIDORES E EMPRESÁRIO DE MARÍLIA

POR CORRUPÇÃO ATIVA/PASSIVA, PECULATO, LAVAGEM DE DINHEIRO E FALSIDADE IDEOLÓGICA

12/07/2020 20h39 Atualizada há 1 mês
303
Por: Rui Candeias Fonte: rc – nm – estadão
MPF TORNA RÉUS EX-SERVIDORES E EMPRESÁRIO DE MARÍLIA

MPF TORNA RÉUS EX-SERVIDORES E EMPRESÁRIO DE MARÍLIA

POR CORRUPÇÃO ATIVA/PASSIVA, PECULATO, LAVAGEM DE DINHEIRO E FALSIDADE IDEOLÓGICA

rc – nm – estadão © google – 12.07.20

BR/SP-CORRUPÇÃO

O juiz Fernando David Fonseca Gonçalves, da 3ª Vara Federal de Marília, colocou no banco dos réus o ex-secretário de Saúde de Marília (SP) Helio Benetti, o empresário Fauzi Fakhouri Junior, o vereador Danilo Bigeschi (PSB) e outras seis pessoas denunciadas por fraudes em licitação para tablets. A denúncia é derivada da Operação Reboot, que contou com fases deflagradas em 2016 e em 2019.

De acordo com o Ministério Público Federal, o grupo é acusado de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. A Procuradoria aponta que Fakhouri Junior foi o mentor do esquema, que desviou recursos federais destinados à compra de aparelhos eletrônicos. As investigações apontaram que o empresário adquiriu 450 tablets pelo preço unitário de R$ 950 - e os revendeu à Prefeitura de Marília por R$ 2.350 cada. O superfaturamento de 147,5% fez com que o município arcasse com R$ 1 milhão para a compra dos aparelhos.

Parte dos valores obtidos com a fraude na licitação teriam sido usados na campanha de Danilo Bieschi à Câmara dos Vereadores, em 2016. O parlamentar é cunhado de Fakhouri Junior e, segundo a Procuradoria, foi um dos responsáveis por arquitetar as fraudes na secretaria de Saúde, onde à época atuava como assessor especial. Teria sido ele o responsável pelos termos da licitação que resultaria na escolha da empresa de Fakhouri Junior para a compra dos tablets.

A Procuradoria afirmou que o coordenador administrativo da Secretaria de Saúde de Marília, Fernando Roberto Pastoreli, e o ex-secretário Helio Benetti também tiveram envolvimento no esquema.

As investigações detectaram que mesmo esquema vinculado a empresas de Fakhouri Junior ocorreu em contratos firmados com os municípios de Lins, no interior de São Paulo, Guarulhos e Osasco, na região metropolitana da capital, e em São Vicente, na Baixada Santista. Por não envolverem recursos federais, os casos foram enviados às varas estaduais locais para apuração.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Barra Velha - SC
Atualizado às 20h31 - Fonte: Climatempo
16°
Muitas nuvens

Mín. 12° Máx. 18°

16° Sensação
7.6 km/h Vento
84.7% Umidade do ar
80% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (13/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (14/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 22°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias