Domingo, 05 de Julho de 2020 23:23
Brasil BRA/STF - CHEGA

MILITARES DEFENDEM GENERAL ATACAM STF E ALERTAM PARA GUERRA CIVIL

ALTO LÁ MINISTROS DO STF FALTA DECÊNCIA E PATRIOTISMO A ALGUNS DE VÓS

24/05/2020 19h56
294
Por: Rui Candeias Fonte: rc – yn – andressa anholete
MILITARES DEFENDEM GENERAL ATACAM STF E ALERTAM PARA GUERRA CIVIL

MILITARES DEFENDEM GENERAL ATACAM STF E ALERTAM PARA GUERRA CIVIL

ALTO LÁ MINISTROS DO STF FALTA DECÊNCIA E PATRIOTISMO A ALGUNS DE VÓS

rc – yn – andressa anholete - getty images - 24.05.20

BRA/STF - CHEGA

“JUIZ QUE DELINQUE DIA A DIA COM SENTENÇAS E DECISÕES ARBITRÁRIAS AO ARREPIO DA LEI, FACILMENTE PERDOA”

Um grupo de 89 militares da reserva assinou uma nota de apoio ao general Augusto Heleno, ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), dizendo que falta “decência” e “patriotismo” a parte dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

A defesa foi divulgada depois que Heleno reagiu ao pedido do ministro Celso de Mello à PGR (Procuradoria-Geral da República) de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no inquérito sobre a suposta interferência na chefia da PF (Polícia Federal) do Rio de Janeiro, com base em acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Heleno classificou o pedido de apreensão do celular do presidente como uma “afronta à autoridade máxima do Poder Executivo e interferência inadmissível de outro Poder” e que poderá ter consequências imprevisíveis”.

Na nota de apoio a Heleno, os militares dizem estar dispostos a defender o país “com o sacrifício da própria vida” e falam em “guerra civil” como pior hipótese para o desfecho da crise institucional provocada pelos ministros do STF.

Agradeço, emocionado, o apoio dos queridos amigos da Turma Marechal Castello Branco-AMAN-1971. A esquerda radical tem síndrome de golpe, elucubra e lê mal. Não citei nomes, nem FA e muito menos o art 142. Falei de segurança institucional, que interessa aos brasileiros de bem.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA:

SOLIDARIEDADE AO GENERAL AUGUSTO HELENO RIBEIRO PEREIRA

Nós, oficiais da reserva do Exército Brasileiro, integrantes da Turma Marechal Castello Branco, formados pela “SAGRADA CASA” da Academia Militar das Agulhas Negras em 1971, e companheiros dos bancos escolares das escolas militares que, embora tenham seguido outros caminhos, compartilham os mesmos ideais, viemos a público externar a mais completa, total e irrestrita solidariedade ao GENERAL AUGUSTO HELENO RIBEIRO PEREIRA, Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, não só em relação à Nota à Nação Brasileira, por ele expedida em 22 de maio de 2020, mas também em relação a sua liderança, a sua irrepreensível conduta como militar, como cidadão e como ministro de Estado.

ALTO LÁ, “MINISTROS” DO STF!

Temos acompanhado pelo noticiário das redes sociais (porquanto, com raríssimas exceções, o das redes de TV, jornais e rádios é tendencioso, desonesto, mentiroso e canalha, como bem assevera o Exmº. Sr. Presidente da República), as sucessivas arbitrariedades, que beiram a ilegalidade e a desonestidade, praticadas por este bando de apadrinhados que foram alçados à condição de ministros do stf, a maioria sem que tivesse sequer logrado aprovação em concurso de juiz de primeira instância.

Assistimos, calados e em respeito à preservação da paz no país, à violenta arbitrariedade de busca e apreensão, por determinação de conluio de dois “ministros”, cometida contra o General Paulo Chagas, colega de turma. Mas o silêncio dos bons vem incentivando a ação descabida dos maus, que confundem respeito e tentativa de não contribuir para conturbar o ambiente nacional com obediência cega a “autoridades” ou conformismo a seus desmandos. Aprendemos, desde cedo, que ordens absurdas e ilegais não devem ser cumpridas.

Desnecessário enumerar as interferências descabidas, ilegais, injustas, arbitrárias, violentas contra o Exmº Sr. Presidente da República, seus ministros e cidadãos de bem, enquanto condenados são soltos, computador e celular do agressor do então candidato Jair Bolsonaro são protegidos em razão de uma canetada, sem fundamentação jurídica, mas apenas pelo bel-prazer de um ministro qualquer.

CHEGA!

Juiz que um dia delinquiu – e/ou delinque todos os dias com decisões arbitrárias e com sentenças e decisões ao arrepio da lei – facilmente perdoa.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
18°
Muitas nuvens

Mín. 14° Máx. 23°

18° Sensação
3 km/h Vento
72.7% Umidade do ar
90% (25mm) Chance de chuva
Amanhã (06/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 19°

Sol com muitas nuvens e chuva
Terça (07/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 19°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias