Sexta, 29 de Maio de 2020 06:23
Países Div USA-ATLAS V/X-37B

EUA LANÇOU AVIÃO ESPACIAL COM 3 CARGAS MISTERIOSAS

O PENTÁGONO ESTÁ SENDO MUITO DISCRETO SOBRE SUAS MISSÕES E CAPACIDADES

21/05/2020 19h23 Atualizada há 1 semana
229
Por: Rui Candeias Fonte: rc – ton müller – verdade mundial – bbcn
EUA LANÇOU AVIÃO ESPACIAL COM 3 CARGAS MISTERIOSAS

EUA LANÇOU AVIÃO ESPACIAL COM 3 CARGAS MISTERIOSAS

O PENTÁGONO ESTÁ SENDO MUITO DISCRETO SOBRE SUAS MISSÕES E CAPACIDADES

rc – ton müller – verdade mundial –  bbcn - 21.05.20

USA-ATLAS V/X-37B

A United Launch Alliance (ULA) lançou neste domingo (17) um foguete Atlas V carregando o X-37B, o avião espacial desenvolvido pela Boeing para a Força Aérea dos EUA (USAF). A missão USSF-7 será a sétima sob supervisão da Força Espacial (USSF) criada pelo presidente Donald Trump.

“…sempre com o propósito mantido em segredo.

A USAF tem dois modelos X-37B. Suas longas missões em órbita já tiveram duração variando entre 224 a 779 dias, sempre com o propósito mantido em segredo. Por isso especula-se que ele seja usado em missões de espionagem de alvos no solo, captura de “inteligência eletrônica” de satélites em órbita ou mesmo teste de armas orbitais que estariam sendo desenvolvidas pelos Estados Unidos.

Desta vez, parte dos objetivos da missão é pública. Segundo Barbara Barret, secretária da Força Aérea dos EUA, a espaçonave carregará três experimentos importantes. O primeiro é uma placa contendo amostras de “materiais significativos” para testar sua reação às condições do espaço, e o segundo irá estudar o efeito da radiação ambiente do espaço em sementes. Ambos foram desenvolvidos pela Nasa.

O terceiro experimento, criado pelo Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA, investigará a transformação de energia solar em micro-ondas eletromagnéticas, e sua transmissão para a Terra. Além disso, a missão irá lançar o FalconSat-8, um pequeno satélite desenvolvido pela Academia da Força Aérea dos EUA, que conduzirá “vários experimentos” em órbita.

O foguete Atlas 5 terá na carenagem uma dedicatória. O texto diz: “Em memória às vítimas da Covid-19 e tributo a todos os socorristas e profissionais que trabalham na linha de frente. AMÉRICA FORTE”.

O que se sabe sobre a nova missão do X-37B, o misterioso avião orbital da Força Aérea dos EUA

Será a sexta missão, e a mais importante delas, segundo a Força Aérea dos Estados Unidos.

O X-37B, também chamado de veículo de prova orbital (ou seja, capaz de fazer um voo na órbita da Terra), decolará em 16 de maio da estação no Cabo Canaveral (Flórida). Para autoridades americanas, esse novo lançamento permite ao país assegurar uma "superioridade no espaço".

"A equipe X-37B continua exemplar do tipo de desenvolvimento tecnológico ágil e avançado que precisamos como nação no domínio espacial", afirmou John Raymond, chefe de operações espaciais da Força Espacial dos Estados Unidos (USSF, na sigla em inglês), na quarta-feira.

Desta vez, a operação estará a cargo da USSF, ainda que a Força Aérea americana (dona do avião orbital) e sócios do governo tenham participado de forma ativa da etapa de testes.

Desde a primeira missão, em 2010, tanto o governo quanto os órgãos militares são bastante evasivos a respeito dos testes que são realizados pela aeronave. O programa é sigiloso.

No lançamento desta semana, sabe-se que o veículo levará pela primeira vez um módulo integrado para serem realizados diversos experimentos no espaço.

A aeronave, que tem menos de 9 metros de comprimento, utiliza energia solar e não é tripulada.

Ela detém o recorde do maior número de dias consecutivos de voo ao redor da Terra, alcançado na missão anterior, em outubro de 2019. Foram 780 dias em órbita.

O X-37B acumula 2.865 em órbita no total, o equivalente a sete anos e dez meses.

'Um grande passo'

Randy Walden, diretor de programas no departamento de rápidas capacidades da Força Aérea americana, afirma que esta sexta missão será um "grande passo" para o programa orbital.

Segundo o órgão, que não entra em detalhes, um dos objetivos da missão é "testar novos sistemas no espaço e desenvolvê-los na Terra".

O que foi divulgado é que o módulo especial será anexado à popa do veículo e aumentará a capacidade de transportar carga útil e programas experimentais a serem transportados em órbita.

Um satélite

Além da implementação do módulo especial, a sexta missão do X-37B será implantar o FalconSat-8.

Trata-se de um pequeno satélite desenvolvido pela Academia da Força Aérea americana para testes em órbita.

O FalconSat-8 é uma plataforma educacional que levará cinco experimentos a serem operados pela entidade militar.

Além disso, foram incluídos experimentos da Nasa (agência espacial americana) para estudar os efeitos espaciais, como a radiação em diferentes materiais e sementes usadas para cultivar alimentos.

Por fim, o Laboratório de Investigação Naval dos Estados Unidos testará a transformação de energia solar em energia de micro-ondas de radiofrequência que poderia ser transmitida para a Terra.

O misterioso X-37B

Segundo a Força Aérea americana, o X-37B continua a "quebrar barreiras" no desenvolvimento de tecnologia de veículos espaciais reutilizáveis e é considerado um investimento importante para o futuro da estratégia espacial dos EUA.

O programa de aeronaves orbitais começou em 1999 e, após 11 anos, se deu a primeira das cinco missões realizadas até agora.

Por se tratar de uma operação sigilosa, não há divulgação detalhada de o que o veículo faz quando está em órbita ou do que foi realizado em voos anteriores.

No ano passado, integrantes da Força Aérea americana explicaram em um comunicado que os objetivos principais do X-37B são: tecnologias de naves espaciais reutilizáveis para o futuro dos EUA no espaço e a realização de experimentos que possam ser replicáveis e analisados na Terra.

Em 2017, o governo indicou que o veículo foi utilizado para testar sistemas de navegação, controle e direção avançada no espaço.

Além disso, foram testadas tecnologias de proteção térmica, sistemas de propulsão avançados e de voo eletromecânico e voo orbital autônomo.

Surgiram também diversas suspeitas de que a aeronave seria um dispositivo de espionagem desenvolvido para levar a bordo sensores experimentais, como câmeras de alta tecnologia e radares de mapeamento terrestre. Mas ainda não há provas que confirmem essas alegações.

Tem chamado a atenção que ele passa cada vez mais dias em órbita a cada missão.

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barra Velha - SC
Atualizado às 06h17 - Fonte: Climatempo
11°
Poucas nuvens

Mín. 11° Máx. 26°

11° Sensação
7.1 km/h Vento
66.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (30/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 27°

Sol com algumas nuvens
Domingo (31/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens
código HTML GestãoClick - Sistema ERP Online
Ele1 - Criar site de notícias